SatClube Fórum Patrocinado Por



Responder tópico
Migração de rádios AM para FM
Você está no fórum Satélite
Pág. Anterior  1, 2, 3

Bruno Caputo
São João del-Rei - Minas Gerais
Mensagem: #41
15/08/2017, 19:51

Bruno Leonard escreveu:
Olá, sugiro que o pessoal que administra este site, inclua os rádios, como faz com a TV, já que só são incluídos aquelas sintonizadas em via satélite, através dos receptores na TV.


Acredito que o portal perderia o foco e ficaria confuso se seguisse sua ideia. mas ela não é ruim! Por isso, existe um site que já fez tal serviço. visite www.tudoradio.com.br Abraço!

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


J.B.F.LIMA
Barreiras - Bahia
Mensagem: #42
15/08/2017, 20:59

Bruno Leonard escreveu:
Olá, sugiro que o pessoal que administra este site, inclua os rádios, como faz com a TV, já que só são incluídos aquelas sintonizadas em via satélite, através dos receptores na TV.


Acredito que após as migrações para a FM, o próximo passo será a digitalização das rádios, o assunto será muito abrangente, envolvendo não só as via satélite, mas as rádios com transmissão terrestre e também as via streaming. Lembrando que com esse novo processo a transmissão dos estúdios tem sido cada vez mais usado como diferencial.

O Portal já tão envolvido com o processo digital via satélite, Tv Digital Terrestre, poderia também dar um foco melhor ao tema. Talvez não como uma lista espeficia de rádios, mas em forma de discussão que pretende este tópico.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


IgorSl
São Luís - Maranhão
br.gif
Mensagem: #43
15/08/2017, 21:15

acredito ser boa proposta colocar as sintonias das rádios por região igual TVs, não tiraria o foco, daria maior valor e espaço ao rádio, meio esquecido por alguns.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário MSN Messenger


J.B.F.LIMA
Barreiras - Bahia
Mensagem: #44
23/08/2017, 07:44

Importante matéria publicada pela TELETIME para o setor de radiodifusão. Fala sobre a desburocratização para conseguir outorga, regulamentação do canal de rede para tv digital,uso da faixa de FM para rádios educativas, e o que eu achei mais importante sobre a revisão da regulamentação do setor de radiodifusão, que comentei noutro tópico que os órgãos competentes estariam se debruçando sobre o tema após a digitalização terrestre.

Decreto que desburocratiza outorgas de TV é assinado; MCTIC apresenta agenda

http://teletela.com.br/teletime/22/08/2017/decreto-que-desburocratiza-outorgas-foi-assinado-e-sera-publicado-nos-proximos-dias/?noticiario=TT&__akacao=4429977&__akcnt=c6c92bd3&__akvkey=8758&utm_source=akna&utm_medium=email&utm_campaign=TELETIME+News+-+22%2F08%2F2017+22%3A42

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


J.B.F.LIMA
Barreiras - Bahia
Mensagem: #45
01/09/2017, 13:49

Fortaleza recebe congresso de Radiodifusão Norte/Nordeste


Reunindo profissionais de rádio e televisão, o congresso Fala Norte/Nordeste 2017 acontece em Fortaleza entre os dias 4 e 6 de setembro. O evento foi confirmado pela Associação Cearense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acert) e é considerado o principal encontro de radiodifusão das duas regiões.

Nesta edição, o congresso traz como tema "A Importância dos Meios de Comunicação para o Desenvolvimento e Geração de Negócios". Serão estimuladas discussões a respeito do desenvolvimento econômico das regiões Norte e Nordeste, assim como assuntos voltados para a radiodifusão.

Haverá ainda debates fomentados pela Abert sobre as leis da migração do rádio AM/FM e da digitalização do sinal de TV, as novidades do integrador de rádios Mobi Abert e o combate a notícias falsas.

O evento contará ainda com a entrega do Prêmio Aboio de Comunicação e a Mostra Audiovisual e Sonora, que trará a história do rádio no Ceará.

Em evento paralelo ao congresso, a Feira da Indústria da Radiodifusão contará com a presença de expositores locais.

http://g1.globo.com/ceara/noticia/fortaleza-recebe-congresso-de-radiodifusao-nortenordeste.ghtml

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


J.B.F.LIMA
Barreiras - Bahia
Mensagem: #46
12/09/2017, 07:35

Mutirão da migração contemplará rádios de Pernambuco e do Pará

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) anunciou as próximas regiões que receberão o mutirão de assinaturas para migração das rádios AM para FM.

Recife e outras cidades de Pernambuco deverão assinar os termos aditivos de adaptação de outorga na próxima sexta-feira (15). Belém e demais cidades do Pará receberão o evento no dia 29 de setembro. Durante o congresso Fala Norte/Nordeste, o ministro Gilberto Kassab falou sobre a importância do trabalho. O evento sediou o 10º mutirão de assinatura, dando início ao processo de migração de 64 emissoras de Fortaleza e outras cidades do Ceará.

Os mutirões vão às capitais para agilizar o processo burocrático, esclarecer dúvidas dos radiodifusores e mostrar a importância da mudança de faixa.

“O evento sediou o 10º mutirão de assinatura, dando início ao processo de migração de 64 emissoras do Ceará. Fortaleza, a capital, tem emissoras destinadas à faixa estendida eFM de 76 a 88 MHz, que tem sido objeto de esforço concentrado da ABERT e SET (Diretoria de Rádio) discutindo as vertentes técnicas (MCTIC-ANATEL) que pode significar maior número de emissoras na faixa convencional.”, explica o diretor de Rádio da SET, Eduardo Cappia.

“Isso é o gratificante na vida pública, assumir responsabilidades e construir um legado. Tivemos a felicidade de conseguir avançar bastante na desburocratização do setor com decretos, leis e medidas provisórias que nos permitem afirmar que, hoje, a vida do radiodifusor está bem mais fácil, com menos documentação, mais agilidade e menor participação e interferência do poder público. No mundo da internet, quem não combate a burocracia, é porque não quer. Mais de 560 emissoras já assinaram contrato para migrar, e o trabalho não terminou”, disse o Ministro.

O mutirão em Recife (PE) acontecerá às 11h, no Palácio do Campo das Princesas. O local e horário da solenidade no Pará ainda serão confirmados pelo MCTIC.

http://www.set.org.br/set-news/mutirao-da-migracao-contemplara-radios-de-pernambuco-e-do-para/

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


J.B.F.LIMA
Barreiras - Bahia
Mensagem: #47
12/09/2017, 07:42

Ontem estive conversando com um radialista que atualmente atua somente com propaganda de lojas em sistema interno ou carro de som, ele falou que está com processo na Anatel para criar uma rádio comunitária em AM, mas emperrado pela burocracia.

Ele disse que recebeu recentemente comunicado da Anatel sobre mudança no tramite de liberação, e que não concederia mais outorga em AM, inclusive vai sair a outorga dele já em FM com alcance linear de 40 km na cidade de São Desidério-BA, ou seja, vai alcançar a minha cidade e concorrer com as que já existem aqui.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


pueirasatdigital
varzea grande - mt
Mensagem: #48
12/09/2017, 14:13

em Cuiabá 2 radio do grupo gazeta esta transmitindo em am e fm cultura 90.7 e vila real 98,3 ja e a migração

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


J.B.F.LIMA
Barreiras - Bahia
Mensagem: #49
15/09/2017, 07:56

Ministro participa de migração de rádios AM e assinatura de contratos

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) realiza nesta sexta-feira (15), em Recife (PE), o 11º mutirão de assinaturas para migração de rádios AM para a faixa FM. Ao todo, 37 emissoras AM de Pernambuco manifestaram o interesse em fazer a mudança. O ministro Gilberto Kassab e a secretária de Radiodifusão, Vanda Nogueira, participam do evento, que será realizado às 11h no Palácio do Campo das Princesas.

A mudança de faixa é uma reivindicação das emissoras AM de todo o país, que sofrem com a perda de qualidade do sinal, de audiência e de faturamento. Ao migrar sua operação para a faixa FM, as rádios também podem ser sintonizadas em dispositivos móveis, como tablets e smartphones, o que garante a continuidade e a modernização do serviço. Das 1.781 rádios AM do país, 1,5 mil solicitaram a migração.

Conectividade

Ainda em Recife, o ministro participa da assinatura de dois convênios para ampliar a conectividade e o acesso à banda larga em trechos importantes da cidade, com um total de 140 quilômetros atendidos com fibra óptica até fevereiro de 2018, quando devem ser concluídas as obras.

No evento, será assinado o terceiro termo de ajuste do convênio de cooperação técnica que a Telebras e a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) mantém desde 2012. O convênio estabelece o compartilhamento de aproximadamente 54 km de fibra óptica, já concluídos e em operação. Com o terceiro termo de ajuste, a rede do metrô será ampliada em 35 km.

Em outro convênio, a Telebras vai implantar 50 km de fibra óptica para atender o BRT na Grande Recife. Além disso, a empresa ficará responsável pela manutenção dos serviços de conectividade do BRT, permitindo o monitoramento de corredores, estações, terminais integrados de passageiros e centros de controle local.

Serviço
Evento: Mutirão de migração de rádios AM e assinatura de convênios de conectividade pela Telebras
Data: 15 de setembro de 2017
Horário: 11h
Local: Palácio do Campo das Princesas, Salão das Bandeiras, 1º andar
Endereço: Praça da República S/N – Santo Antônio
Cidade: Recife (PE)

Informações à imprensa
Assessoria de Comunicação Social do MCTIC
(61) 2033-7515 / imprensa@mctic.gov.br

http://www.mctic.gov.br/mctic/opencms/salaImprensa/noticias/arquivos/2017/09/Ministro_participa_de_cerimonia_de_migracao_de_radios_AM_e_assinatura_de_contratos_da_Telebras_em_Recife.html

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


J.B.F.LIMA
Barreiras - Bahia
Mensagem: #50
22/09/2017, 14:02


Migração AM-FM: Governo assina portaria que obriga a produção de rádios com FM estendido


Uma notícia importante para o rádio brasileiro que envolve o processo de migração AM-FM. O governo brasileiro assinou uma portaria que obriga a disponibilidade do FMe (FM estendido) em receptores FMs produzidos no Brasil. A assinatura ocorreu durante o congresso da Abratel, realizado entre ontem (21) e hoje (22) na capital paulista. A expectativa é de que a portaria seja publicada em edição extra do Diário Oficial nesta sexta-feira (22) ou na edição de segunda-feira (25).

A assinatura foi realizada pelos ministros Marcos Pereira (Indústria, Comércio Exterior e Serviços) e Gilberto Kassab (MCTIC). A medida passa a ser válida a partir de sua publicação no Diário Oficial da União, podendo aumentar de forma significativa o acesso à faixa estendida (76 a 88 MHz), esta que será utilizada pelas migrantes AM-FM nos grandes centros brasileiros, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Curitiba, entre outras cidades e regiões.

Atualmente a faixa estendida é acessível apenas em aparelhos receptores que disponibilizam “troca de região” na banda FM, ou seja, ao selecionar o “Japão” nas configurações é possível “abrir o espectro FM” a partir de 76.3 FM. E, de forma tímida, já existem alguns receptores automotivos e de mão que disponibilizam a faixa estendida, indo de 76 a 108 MHz.

A tendência é de que a oferta aumente consideravelmente a partir de hoje, lembrando que a Anatel trabalha para iniciar a “canalização” do FM estendido a partir do segundo semestre de 2018, podendo ser que o prazo seja encurtado conforme os andamentos dos trabalhos da agência. E, segundo afirmações feitas no congresso da Abratel, a expectativa é de que a migração AM-FM seja concluída até o início de 2019.

https://www.portalamirt.com.br/amirt/migracao-am-fm-governo-assina-portaria-que-obriga-a-producao-de-radios-com-fm-estendido/

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


J.B.F.LIMA
Barreiras - Bahia
Mensagem: #51
01/10/2017, 12:07

Meta é concluir a migração de rádios AM para FM até 2020, diz ministro

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, definiu 2020 como prazo para que o MCTIC consiga migrar todas as rádios que operam na faixa AM para a modulação FM. Durante o mutirão de migração de emissoras em Belém (PA), ele destacou que a mudança será benéfica para toda o setor.

“O nosso objetivo é fazer com que o Brasil conte, até 2020, com todas as emissoras operando no modelo FM. É mais eficiente, é mais barato o custeio, a qualidade do áudio é muito melhor. Com isso, os profissionais podem receber melhores salários, a emissora, com o que economiza de recursos, pode investir em melhores programações. Ganha em qualidade a radiodifusão e, portanto, o Brasil”, afirmou.

Até o fim de 2017, o MCTIC pretende completar o processo de migração para cerca de mil emissoras AM. Das 1.781 rádios AM do Brasil, 1,5 mil solicitaram a mudança. Nesta primeira etapa, os veículos poderão operar na faixa atual de FM, de 88 Mega-hertz (MHz) a 108 MHz. As demais candidatas terão que esperar a conclusão do processo de digitalização da televisão, que vai liberar espaço para a modificação.

O mutirão em Belém beneficiou três entidades: a Amazônia Comunicação e Radiodifusão Ltda, de Gurupá (PA); a Santarém Rádio e TV Ltda, de Satarém (PA); e a Rádio Moreno Braga, de Vigia (PA). Ao todo, 41 emissoras AM do estado solicitaram ao MCTIC a migração.

“A migração é um anseio antigo dos radiodifusores AM, perdendo em qualidade tecnológica e também em competitividade com as faixas FM. Cerca de 80% dos ouvintes estão na faixa FM, o que abre uma enorme distância para a faixa AM. As rádios AM enfrentam mercados muito competitivos, ficando em grande desvantagem, perdendo em anunciantes e em publicidade. Por isso, essa migração é tão importante”, destacou o presidente da Associação Paraense de Emissoras de Rádio e Televisão (Apert), Nilton Senna.

O Pará é 12º estado brasileiro a participar do mutirão de migração, que já havia contemplado Santa Catarina, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Goiás, Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia e Pernambuco.

Telecomunicações

O ministro também destacou os impactos do desligamento do sinal analógico de televisão, processo já concluído nas regiões metropolitanas de Brasília, São Paulo, Goiânia e Recife em 2017. O chamado switch off libera a faixa de 700 MHz para a expansão da oferta de internet 4G e a melhora dos serviços de radiodifusão. Em Belém, o processo está previsto para acontecer em maio do ano que vem.

“É um avanço inegável e importante de comunicações no nosso país. Ao desligar o sinal analógico, as operadoras de telefonia móvel podem operar nessa faixa. E, nessas regiões onde houve o desligamento, a operação do celular, em especial o 4G, surge ou melhora sensivelmente”, afirmou o ministro Gilberto Kassab.

http://www.mctic.gov.br/mctic/opencms/salaImprensa/noticias/arquivos/2017/09/Meta_e_concluira_migracao_de_radios_AM_para_FM_ate_2020_dizministro.html

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


J.B.F.LIMA
Barreiras - Bahia
Mensagem: #52
19/10/2017, 07:52

HeitorPosada escreveu:
Quando chamo aqui o site portalbsd, vem aquelas propagandas que não são o site eque normalmente são de algo que voce visualizou antes em algum lugar da Internet. Eu n~~ao chamei na Internet esses radios, todavia vieram dois modelos de radios portateis Motobras, que parecem da antiga linha Motoradio, mas que já vem com alcance a parir de 76 MHz na faixa de FM. Já venderam no passado um Motoradio, que dizia alcançar " o som da televisão) - na realidade abaixo de 88MHz, do canal 6 e abaixo e não do canal 7 em diante. Devem ter ressuscitado esses modelos, com vista a expansão das FMs abaixo dos 88 MHz. O custo é alto, em torno de 229 reais um modelo e 269 o outro e diz que tem entrada USB e mais um outro dispositivo que não sei o que é.Consta uma faixa de Ondas Curtas, mas o espaço para sintonia é muito curto para varias bandas lá embutidas, ainda mais com as interferencias eletricas que temos mais hoje em dia. Editando, tem um modelo Motobras mais simples, só com a OM-AM e FM estendida (76 MHz), de 139 reais. Aproveitando, não sabemos porque até hoje os paises não se interessaram em introduzir o FM digital.


Muito interessante essa informação, apesar de achar que o preço está salgado. Aqui nos próximos meses a Radio Vale AM tem previsão de entrar para o FM para concorrer com as duas já existentes.

De vez em quando aparece uma captação (acho que clandestina) fraca, topando no limite do 88 mhz, mais ou menos 79,9mhz com programação evangélica, depois some.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


Andre Camargo
Itu - SP
br.gif
Mensagem: #53
19/10/2017, 08:19
Colaborador Canais

No caso da aparente falta de interesse em introduzir o FM digital, aqui os testes foram insatisfatórios, com os principais sistemas que existem no mercado sendo testados mas apresentado cobertura inferior à da transmissão analógica, então a digitalização do FM ficou meio que em banho-maria, o foco agora é TV e FM estendido.

Essa recepção em 79,9 pode ser uma harmônica (sinal espúrio) ainda mais se a rádio for pirata. Mas há também rádios com sintonizador não muito bom (caso do meu walkman que pega FM de 76 a 108 MHz) e rádios locais, ou seja, com sinal forte, aparecem em vários pontos do dial.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário


HeitorPosada
Araruama - RJ
br.gif
Mensagem: #54
19/10/2017, 13:17

Andre Camargo escreveu:
No caso da aparente falta de interesse em introduzir o FM digital, aqui os testes foram insatisfatórios, com os principais sistemas que existem no mercado sendo testados mas apresentado cobertura inferior à da transmissão analógica, então a digitalização do FM ficou meio que em banho-maria, o foco agora é TV e FM estendido.

Essa recepção em 79,9 pode ser uma harmônica (sinal espúrio) ainda mais se a rádio for pirata. Mas há também rádios com sintonizador não muito bom (caso do meu walkman que pega FM de 76 a 108 MHz) e rádios locais, ou seja, com sinal forte, aparecem em vários pontos do dial.

Na minha cidade e proximas houve uma moda de radios FM "piratas", há uns tantos anos atrás - inclusive a ANATEL era frequente atrás destas e as vezes trazia até a PF, dando flagrantes e apreendendo equipamentos. Todavia, depois, não ouvi falar mais e nem vasculhei mais as frequencias. O ideal é pesquisar FM com um receptor digitalizado ( o equipamento), para maior precisão. Como antigo radioamador - e atual - (PY lHP), na epoca gostava de rastrear essas FM "piratas" por aqui, com um receptor digital portatil, onde tambem tinha outras frequencias, como de radioamador VHF e UHF. Ele tinha indicador de sinalização digital e, com base num outro indicador de ponteiro e pequena antena direcional, localizava facil o endereço dessas FMs.Certa vez, aqui na Região dos Lagos, um radioamador tambem rastreou um sinal espurio de um booster de Tv VHF, que irradiava para uma de nossas repetidoras de VHF e a mantinha "presa" por portadora.

Enviar mensagem privada Responder com citação Exibir o perfil do usuário MSN Messenger


Página 3 de 3 Pág. Anterior  1, 2, 3
As mensagens publicadas são de responsabilidade de seus autores

Publicidade

  • E-Shop Satélite Crispim
  • Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

    Get Adobe Flash player

  • Anuncie aqui
  • Anuncie aqui
Desenvolvido por Danilo Rodrigues


BSD SHOP - Radio BSD - BSD TV
Contato - Atualizar Satélite - Atualizar Canais Terrestre
Fone: (11) 4526-6791 | E-mail: contato@portalbsd.com.br